sexta-feira, setembro 03, 2010

Júlio Magalhães ao DN.

"Vive-se em Lisboa de uma forma que não se vive no resto do país. Tenho assistido a coisas que não pensei existirem. Vive-se de milhões de euros, de jantaradas, de almoçaradas, de grandes festas e, sobretudo, de grandes negociatas. Vivemos num país demasiado centralista e demasiado centralizado."

3 Comentários:

Às 3:53 da tarde , Blogger Pedro Coimbra disse...

Será que o rapaz só agora é que se deslocou à capital?
Eu bem sei que ele é ali das bandas do Mercado do "Bulhom".
Mas será qu'ainda num tinha percebido isto, carago?!
Ò santinho!!
Balha-te Deus santinho!!

 
Às 8:16 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Este descobriu a pólvora! Haja Deus, esqueçeu-se de dizer tb que o maior número de desempregados é no Norte que se verifica!...

 
Às 4:58 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

Os parolos do Norte, como já me chamaram em Lisboa durante um serão com o VICI, são mesmo tão burros, parolos e ingénuos que projectam nos de Lisboa a imagem de decência que têm de si próprios... e mais asnos são por assim se porem a jeito do escárnio dos Coimbras deste país!
NB

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial