quinta-feira, dezembro 29, 2011

Do prémio da ópera bufa e do fumo

Hola!
No mesmo dia em que fez anos, o Senhor Jorge Nuno Pinto da Costa recebeu um prémio qualquer, de prestígio, diz ele.
Pena é que os 2 anos em que esteve suspenso por tentativa de corrupção não tenham contado para nada.
A 3 dias do orgasmo anti-tabágico, os automobilistas de Macau continuam a não parar nas passadeiras, os taxistas a bandidar, o povinho amestrado por cheques a cuspir para o chão e a emitir sons das cavidades corporais superiores e inferiores.
Pena é que 17% - número mentiroso, mas que estudos científicos provam claramente - da população que fuma não tenha os mesmos direitos dos 83% que não fuma.
O que vale é que qualquer dia proíbem-nos de defecar das 18 às 20 dos dias com número primo ou de urinar aos sábados, mas como as patacas continuarão a cair nos bolsos, a populaça instruída fica toda contente.
Só consigo ver a legislação contra o fumo como uma prova provada de que os cuidados de saúde desta terra ficam a léguas do que poderiam ser. Com menos fumadores, haverá mais camas disponíveis para as diarreias mentais que por aí andam.
Que te vaya bien!

3 Comentários:

Às 3:14 da tarde , Blogger VICI disse...

Bom, quanto a Pinto da Costa, convem dizer que foi ilibado pelos tribunais. Julgo que o prémio é merecido. No que toca ao tabaco, enfim, era inevitável - ainda que em Macau, perante tudo o que se vê por aí, assuma contornos de escandalosa perseguição.

 
Às 4:05 da tarde , Blogger Pedro Coimbra disse...

O VICI disse tudo acerca do Pinto da Costa.
Ele é um escroque.
Mas foi premiado pelos troféus conquistados.
E aí não há volta a dar.
No resto, "same, same...but different".

 
Às 7:48 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Palavras para quê???

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial