sexta-feira, março 30, 2012

O Pateta da Voz

Hola!
Mesmo ao longe - uma distância daqui ao Largo do Rato - consegue conhecer-se um pateta. Alguém que nasceu velho e que velho há-de ser. Alguém que tem aspirações políticas, mas não passa de um emproado sem nexo. Alguém que nunca fez um cacete na vida, mas que se passeia nos corredores do poder. Alguém que era e deixou de o ser depois de ter apregoado que ainda o era. Alguém que tem mais jeito para steward em zonas vips de estádios de futebol do que para aquilo que faz ou tenta fazer. Alguém que gosta daquilo de que os fardos são feitos e que, portanto, sabe o que é um fardo.
Por isso, por tudo isso, perdoai-lhes Senhor, eles não sabem o que andam a fazer.
Que te vaya bien!

3 Comentários:

Às 4:55 da tarde , Blogger Pedro Coimbra disse...

O Esteves Cardoso escrveu, já há uns anos, que os portugueses gostam de ter um pateta em São Bento e um patego em Belém :))

 
Às 10:45 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Tem toda a razão. Abraço

 
Às 10:52 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

João Ribeiro?

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial