sexta-feira, novembro 26, 2010

Golpe de Estado Militar em Curso

Hola!
Quando se prepara em surdina uma resposta que pode desaguar num Golpe de Estado, por força das últimas notícias que dão conta de que o País está à beira da falência e que se não fosse a ajuda da República Popular da China, precedida de um Orçamento de Estado que corta em tudo e mais alguma coisa, já estaria tudo de joelhos perante o FMI, dou por mim a pensar que aquele país chegou onde chegou por causa da geração de Abril. Os que daí brotaram, hoje com mais de 55 e que tiveram, muitos deles, passagens administrativas nas Universidades em nome de um Movimento que nem eles sabiam bem o que era, deviam ser julgados em Tribunal.
E ainda dizem que não houve nenhuma ruptura e que o que tivemos foi uma Revolução dos Cravos. Ora, foram cravos, Senhor, foram cravos, mas os que antes lutavam contra a dita ditadura ocuparam, sem qualquer preparação, os gabinetes do Governo e as outras esferas do poder sem saberem ler nem escrever. Extinto o Conselho da Revolução, atiraram-se ao vil metal de forma indigna, sem escrúpulos, mas, sobretudo, sem qualquer propósito de bem comunitário. Pior, criaram um País de facilitismo e Nacional Porreirismo em que o Funcionário Público médio só quer direitos mas esquece-se dos deveres, em que a cunha é uma instituição e que a incompetência e chico-espertice é premiada.
Com a fachada dos partidos, partiram para o assalto de tudo e de todos. Enriqueceram depois de passar pela política e usaram-na com esse propósito. Nunca fizeram nada na vida até serem Secretários de Estado, Ministros, Assessores dos últimos. Não têm profissão conhecida, apesar do título que ostentam. Sim, porque ser profissional não é ser Dr. ou Eng., é trabalhar num ofício.
Pode ser que o produto dos incompetentes saídos da Revolução, que abandonaram África e os portugueses, se vejam a braços com um Golpe de Estado Militar daqui a muito pouco tempo. Não brinquem com os militares e vão mas é trabalhar.
Que te vaya bien!

5 Comentários:

Às 5:35 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

É então altura de os “iluminados” que pululam pela diáspora assumirem uma posição corajosa e voltarem à “Mãe Pátria”. Certamente que os seus múltiplos conhecimentos e recursos servirão para ajudar Portugal a sair do “marasmo” em que se encontra.

 
Às 5:37 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Os militares fazem parte do grupo que "suga" anualmente os recursos de um Estado (seja ele qual for)!Acabem com os vários ramos das forças armadas e vejam o que se poupa.

 
Às 12:07 da manhã , Blogger Pedro Coimbra disse...

Os rumores que apontam nesse sentido são cada vez mais fortes.
E preocupantes.

 
Às 8:57 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

A situação está realmente a ficar preocupante! Abraço

 
Às 7:31 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

Vocês das duas uma...ou andam a sonhar com ladrões ou não veem a Portugal há muito tempo!

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial