terça-feira, janeiro 04, 2011

O Zé.

Durante 2 meses, ante as notícias que iam dando conta da atribuição do prémio de melhor treinador do ano a Vicente Del Bosque (treinador Campeão do Mundo), José Mourinho - leia-se, Zé - não parou um instante. Afirmou que era ele – o Zé, entenda-se - o melhor do mundo e que, por isso, deveria ganhar o prémio de treinador do ano; que um treinador de selecção não deveria sequer concorrer com os treinadores de clubes (parece que só este último sofre as agruras do insondável devir futebolístico); e, inclusive, Zé chegou a fazer alarde dos seus poderes mediúnicos para, quasi-peremptoriamente, asseverar que sabia existir “alguém” que pretendia que ele não fosse entronizado novamente – enfim, um conluio monstruoso de poderosos da bola que lhe armavam as teias da ruína. Porém, muito contra o diz-que-disse dos últimos meses, Zé afinal lá ganhou o prémio que tanto reclamava e que a sua superior presciência destinava a outros menos capazes por força de conspirações de bastidores. Para já, limitou-se a agradecer a distinção. Os tugas aplaudem. Eu ficaria bem mais orgulhoso se o ilustre compatriota fizesse um pequeno acto de contrição e, de forma simples e directa, pedisse desculpa pelos dislates dos últimos meses. É que, caso contrário, pairará sobre ele a imagem de um puto que faz birra até lhe darem as prendas que julga merecer. E já não tem idade para isso. O Zé é, de facto, o melhor. Mas poderia também ser o mais digno.

P.S.: Despois de devidamente alertado para o facto, pude comprovar que a posta acima foi motivada por erro deste que vos escreve. Com efeito, o Zé ganhou o prémio anual da UEFA e não é este que o Zé anda há meses a reclamar para si (o prémio do IFFHS). Mantenho, por isso, a primeira parte do texto - no que à arrogância das suas posições diz respeito -, mas já me retrato no que concerne à segunda - não se lhe pode exigir qualquer acto de contrição. Quer cá parecer-me que o Zé não passa os olhos por este estaminé. Ainda assim, se cá vier ao engano ou se for alertado por algum curioso da blogosfera, aqui fica o meu penhorado pedido de desculpas. Não custa nada. ;)

Enfim, um pouco mais a sério, peço desculpa pela inexactidão e por ter induzido em erro os dilectos clientes do blogue.

7 Comentários:

Às 7:56 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

acho que estás enganado relativamente ao prémio. este é o da iffhs e aquele que o zé quer e ao qual se referia é o prémio anual da fifa. nada disso invalida que o zé mereça ganhar os dois. abraços!

 
Às 7:56 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Não está em causa o prémio (que acho mereçido) mas a arrogância nunca fará dele um homem que deveria ser no lugar que ocupa. Abraço

 
Às 9:23 da tarde , Blogger VICI disse...

Bom, se estou enganado, peço desde já desculpa ao Zé e proponho-me fazer uma posta a retratar-me.

 
Às 4:16 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

a dignidade anda muito longe dos portugas, o teu zé não iria ser a excepção à regra...

é triste receber um prémio por o ter pedido, mas nesta terrinha de corruptos e arrivistas tudo é possível,,, era bom que fosse só na "bola"

a modestia é uma virtude, mas em desuso, por aqui!!!!!

bom ano da kota e tudo o que te fizer feliz agora e durante os tempos que vêm e sorte a tua de estares bem longe desta terra que cada vez produz mais mediocres, até nos faz ter vergonha...

 
Às 8:10 da manhã , Anonymous Anónimo disse...

O Zé não é digno do prémio?? Parece-me excessivo sentenciar isso...

 
Às 11:25 da manhã , Blogger VICI disse...

"Não ser digno" é diferente de "Poderia ser o mais digno". Parece-me óbvio...

 
Às 8:17 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Seja qual fôr o prémio não altera a personalidade arrogante de José Mourinho.....De qualquer maneira caro Vici fica bem a sua atitude. Um Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial