segunda-feira, fevereiro 14, 2011

MEC.


[Retirado do blogue "Devaneios a Oriente", a quem muito agradeço.]

5 Comentários:

Às 8:07 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

A verdade nua a crua neste belo texto de M. Esteves Cardoso...

 
Às 8:31 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

o amor verdadeiro não se explica, acontece de súbito, comó dizia o petit prince "cada se espera impaciênte por quem "on a aprivoisé,,,""
Kota

 
Às 10:44 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Hoje em dia o Amor (salvo raras excepções) não passa de interesses, sem o minimo de respeito ums pelos outros! Tempos actuais!!!

 
Às 10:01 da manhã , Blogger Pedro Coimbra disse...

Abraço

 
Às 10:05 da manhã , Blogger Pedro Coimbra disse...

Não sei se ficou há bocado.
Repito - :))
Abraço

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial