segunda-feira, maio 09, 2011

O chico-espertismo dos pseudo-intelectuais de pacotilha.

Não sei quem é Samuel de Paiva Pires, mas deve ser tipo importante, dada a imponência do nome que ostenta. E é por tipos como ele que Portugal atinge os gritantes níveis moral e intelectual de hoje: o chico-espertismo. Apressa-se a trucidar; avança com truísmos; e lança argumentos elaborados ou falaciosos e manipulados - precisamente aquilo que critica nos outros. O mais exasperante no meio de tudo isto é que o sujeito (como o próprio afirma) foi rever os seus conhecimentos de história para rebater o que foi avançado pelos jovens que fizeram o filme em causa (já aqui postado). Ou seja, preocupou-se e deu-se ao trabalho de estudar, apenas e só para destruir – tarefa sempre mais fácil do que criar. E, vai-se a ver, até estará orgulhoso e impante com o seu ego. Que o vídeo contém imprecisões é um facto notório. Não é isso que importa e nem sequer é o âmago da questão. E tenho pena de quem o não percebe. Humm, bom, nem por isso: são sempre os mesmos...

7 Comentários:

Às 4:55 da tarde , Blogger Pedro Coimbra disse...

VICI,
Aquilo é tudo gente muito bem.
Daquelas pessoas que diriam a frase anterior assim - "aquilo ê tudo gente muinto bêm".
E que, entre outras características parvas, gosta de ser do contra.

 
Às 6:28 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Que pobreza de espiríto!!

 
Às 6:33 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

o tal chico esperto do samuel deve fazer parte da pandilha dos lindos meninos a quem a crise é palavra sem sentido... coisa de pobretanas... pode ser que se vire o bico ao prego (como se diz na minha terrinha, lá para Torres Vedras onde os franceses abalaram a fugir.....)
kota

 
Às 11:08 da tarde , Anonymous Tiago Pereira disse...

Victor, olha que nós até percebemos a ideia. Só que não gostamos. Pronto. (Espero não fazer parte desse grupo - chico-espertos, pseudo-intelectuais e intelectuais). Eu preferia ver um blockbuster no cinema: talvez o Ridley Scott a dirigir um filme sobre a guerra 1383-1385. Climax com a Batalha de Aljubarrota. Cena final: casamento de D. João I com Filipa de Lencastre. Quem sabe, Brad Pitt no papel de Nuno Álvares Pereira. Era capaz de funcionar. Ou Spielberg a fazer um filme sobra a viagem de Vasco da Gama. Os Ingleses, Americanos e Franceses são bem melhores do que nós a promoverem-se. Podiamos seguir os seus bons exemplos

 
Às 11:23 da manhã , Blogger Hugo disse...

Um exmeplo típico da esquerda chique inútil que nada produz e apenas sabe destruir e criticar.
Tristeza

 
Às 11:47 da manhã , Blogger VICI disse...

Tiago, obviamente não te incluo no leque! Talvez tenhas razão. Venha daí esse blockbuster... ;)

 
Às 6:24 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Então se o vídeo tem incorrecções, erro grosseiros até... Qual é a vossa. Como se diria noutros tempos, pobrezinhos mas pelo menos honestos...

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial