terça-feira, outubro 19, 2010

A Palhaçada

Hola!
Tenho muito respeito pela profissão de palhaço. Não sei se por ter ido ao Circo Chen e ao Circo Soledad Cardinal quando era novo e me recordar que aquilo era um dos acontecimentos do ano. O que sei é que respeito quem faz rir os outros. Tudo visto e ponderado, agora que há como deputado federal do Brasil um Palhaço, o Palh.º Tiririca, estou convicto que Portugal devia seguir o mesmo caminho: eleger verdadeiros palhaços para a política. É que os que por lá andam são cópias rascas e, ao invés dos originais, andam a pôr muita gente a chorar. Palhaçada por palhaçada, ponham a verdadeira nata, os predestinados e varram os charlatões ou charlatães para fora daquilo.
Se isso acontecesse até podia ajudar na formação do Governo do seguinte modo:
Palh.º (abreviatura do que passariam a ser os Doutores e Engenheiros) Batatinha a Primeiro Ministro.
Palh.º Croquete a Ministro da Defesa e do Estado.
Palh.º Sócrates a Secretário de Palhaço.
Palh.º Teixeira dos Santos a areador de narizes dourados de Palhaço, com orçamento suplementar para o Duraglit.
Claro que com um governo palhaçal verdadeiro, genuíno, não sei se não seria obrigado a pedir em troca da ajuda na sua formação um lugar de Conselheiro de Estado.
Que te vaya bien!

3 Comentários:

Às 4:43 da tarde , Blogger Pedro Coimbra disse...

Gosto demasiado de palhaços para lhes desejar tão triste futuro :)

 
Às 5:34 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Os politicos portuguese (a grande maioria) nem categoria tem para ser palhaços.Tem mais geito para ladrões,e aldrabões..Palhaço é uma profissão digna e que nos fazem rir, os nossos politicos são de chorar mas não a rir. Abraço

 
Às 6:54 da tarde , Anonymous Anónimo disse...

Para Sócrates fica-lhe melhor o nome de "PINóQUIO".....

 

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial