sexta-feira, fevereiro 29, 2008

CAJP!

Vou contar-vos uma história…

Nem sei bem porquê, mas sempre fui um apaixonado pela música dos anos 60! Da boa, da má e da assim-assim.

Recordo com imensa saudade quando, diante das cassetes com compilações de música dos anos 60 adquiridas ao Reader’s Digest (sim, na minha meninice não havia cá cd’s e muito menos dvd’s; tinhamos cassetes e, com alguma sorte, uns quantos discos de vinil), devorava tudo o que era música dessa era tão emblemática. Desde Adamo a Françoise Hardy, passando por Beatles e Animals, e terminado em Sheiks e Conjunto Académico João Paulo, tudo eu tragava com sofreguidão.

Também me lembro que, já no liceu, volta e meia cantarolava uma dessas já vetustas músicas e os meus compinchas olhavam de través para mim, num notório: “Vê lá se te calas!”

[Uma pequena inflexão, para vos dizer que tenho perfeita consciância de que corri um sério risco de ser ostracizado pelos demais (risco que corro novamente). Diga-se, a este propósito, que qualquer ostracização seria merecida! Convenhamos que, ouvir um puto de 13/14 anos a cantar o “Ele e Ela” ou o “Sea of Madness”, soava seguramente a uma qualquer anomalia difícil de explicar... Ainda assim, ou porque se habituaram, ou porque eu jogava bem à bola e me foram absolvendo os devaneios musicais em prol dos resultados desportivos da equipa do bairro, a verdade é que acabei o liceu com amigos.]

Tudo isto para vos dizer que, a par do meu querido tio (que comigo compartilhava os seus discos de vinil), não conheço mais ninguém para além de mim que goste tanto da música tocada pelo Conjunto Académico João Paulo. Principalmente, da “Milena”.

Por isso, aproveito para deixar aqui um link de música (maioritariamente relacionada com Moçambique, pois que o site é daí mesmo), onde poderão clicar em cima do disco do conjunto acima referido, para assim se deliciarem com a “Milena”.

Para os mais preguiçosos, cliquem aqui e esperem que a música toque...

Sim, bem sei que a entoação do vocalista (principalmente na parte falada) assume contornos dramáticos, mas oiçam até ao fim que é para que possamos cantar a música amanhã ao jantar... ;))

Boa noite!

P.S.: A INA e a RMF bem me avisaram para não escrever isto, mas agora já esta... Sorry lá, pá! :)

acontecimentos e efemérides

ontem, a maior instituição desportiva do nosso país, fez 104 anos de vida. parabéns!
daqui a dois dias jogam sportém e Benfica.
segunda-feira, há mais uma efeméride, a que voltarei (tentarei voltar) nessa altura.
terça ou quarta-feira, mais uma.
é a chamada semana dos acontecimentos e das efemérides.
um bom fim-de-semana!

SCP-SLB




Aproxima-se mais um SCP-SLB. Infelizmente, sem a importância de outros tempos. Hoje, a única coisa que está em jogo é o acesso à Liga dos Campeões...

Já aqui disse que o verdadeiro dérbi dos últimos 20 anos é o FCP-SLB. Sem dúvida! Não obstante, um SCP-SLB evoca histórias que não podem cair no esquecimento. Entre elas, encontra-se uma que encabeça um vasto leque de razões que explicam porque é que não poderia deixar de ser benfiquista...

Aliás, esta é uma de entre as razões que explicam a popularidade do SLB. Independentemente dos títulos que tão arredios estão do Estádio da Luz, a história que rodeia o SLB faz deste um clube ímpar em todo o mundo. Eventualmente, dirão que está ultrapassado. Talvez! Talvez não volte a ser o colosso que já foi. Mas, os imortais não se fazem nem do, nem no momento, fazem-se da história de superação que transportam no seu âmago e que os torna imorredouros!

"O primeiro jogo entre estes dois clubes, que deu o pontapé de saída nos Derbys, deu-se a 1 de Dezembro de 1907, e logo rodeado de polémica. O Sport Lisboa teve sempre grandes dificuldades para sobreviver, enquanto que o Sporting vivia na sombra do dinheiro do avô de José Alvalade, o Visconde de Alvalade. Desde logo, essa abundância financeira, proporcionou a primeira debandada histórica de jogadores entre os dois clubes. O Sporting oferecia banhos quentes aos jogadores e trocas de camisola ao intervalo, enquanto que o Sport Lisboa nem sequer campo de jogos podia oferecer. Nesta situação, o primeiro derby entre os clubes, contou na equipa que alinhou de início pelo Sporting, com 8 jogadores que abandonaram o Sport Lisboa".


P.S.: Em cima, o "angolano" Peyroteo e o "moçambicano" Eusébio.

quinta-feira, fevereiro 28, 2008

Imagens...














Não tenho andado com muito tempo para o blogue. Ainda assim, deixo-vos com duas imagens plenas de simbolismo, para que os meus caro(a)s leitore(a)s possam comentar o que tiverem por adequado...

Abreijos!

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

No country for old men.

Aí está o Oscar para o melhor filme de 2008: No country for old men!

Daniel Day-Lewis (pela segunda vez) e Marion Cotillard foram os vencedores dos prémios para os melhores actores.

domingo, fevereiro 24, 2008

Parabens xo Fran!

video

Uma pequena amostra do inicio do jantar de sabado.

Boa Semana!

sexta-feira, fevereiro 22, 2008

a página 7, de CMJ

na página 7 do Hoje Macau de hoje, encontram 7 parágrafos que espelham, como só o CMJ sabe fazer, o estado desta terra...
"E o que inventar mais, depois dos casos dos apartamentos, dos barcos, do boxe decrépito, das bandas em clorofórmio, do diabo a sete?... Foi para isto que aterraram?"

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Xô Vici em Chinês...

賈偉豪

No "Público" de hoje...

"Levar a sério o que diz um político reduz o esperma e pode causar infertilidade e, havendo coerência legislativa, a lei do tabaco deveria aplicar-se às declarações políticas, que só poderiam ser proferidas ao ar livre ou em sítios com adequada extracção de ar e de credulidade."

Manuel António Pina, "Jornal de Notícias", 20 de Fevereiro de 2008


P.S.: Mais logo, de madrugada, toca a levantar o rabinho da cama para ouvir o relato do SLB, a ver se nos dá uma alegria...

terça-feira, fevereiro 19, 2008

Jokanovic e Cajuda.

Depois de muita especulação, descobriu-se a razão que levou Jokanovic (treinador do Nacional da Madeira) a tentar agredir Cajuda (treinador do Vitória de Guimarães)...

sábado, fevereiro 16, 2008

Yolanda.

Como o prometido é devido, para "vozes"...

sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Ai o frio...

Confesso que estou a ficar fartinho!!! Há praticamente um mês e meio que o frio não arreda pé de Macau! Já chega, venham daí dias mais alegres!

Enquanto isso não acontece, fiquem com uma das melhores músicas criadas (e aqui interpretada) por Jorge Ben Jor. Adivinham qual é?

Fotografia... ou não

Embora a foto lembre uma colagem de escola primária no período das “18h20 às 19h30”, vale a pena ver aqui os “milagres” do tratamento de fotografia hoje possíveis. Numa cidade aqui ao lado...

Ponham o cursor do rato na parte de cima desta fotografia e vão descendo lentamente...

quinta-feira, fevereiro 14, 2008

Queimar ou não queimar.


Vladimir Nabokov foi um dos mais marcantes novelistas do século passado. Entre outras obras, deixou-nos "Lolita". Morreu em 1977.

Hoje, passados 31 anos da sua morte, abre-se um debate que tem dividido a opinião pública mundial e, em especial, a classe literária. Ora, Nabokov deixou uma última obra que se encontra guardada num cofre de um banco na Suíça. Poucos tiveram acesso ao livro. Os que tiveram, dizem tratar-se da sua obra maestra.

Acontece que, antes de falecer, Nabokov ordenou que o manuscrito fosse destruído. O seu filho, Dimitri, está ante um dilema...

Será que se deverá respeitar o último desejo do autor do manuscrito? Ou será que a obra passou a possuir um interesse que transcende o mero desejo individual do seu craidor?

Na recente CAN-2008...


P.S.: Obrigado pelo email, xô Santiago!

quarta-feira, fevereiro 13, 2008

Comentários...

video

terça-feira, fevereiro 12, 2008

Boa semana!



Para deixar aquela "gente" na praia, é bom mesmo que o SLB ganhe...

Boa semana!

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Kung Hei Fat Choy.



Ora aí está o ano do rato! Que seja próspero para todos!

Sendo que somos poucos os que optámos por ficar em Macau nesta época de festividade, resta-me desejar boas férias aos que foram (ou estão para ir) e bons feriados aos que ficam.

Amanhã, lá estaremos a ver os "Police"!

Até segunda-feira!

terça-feira, fevereiro 05, 2008

O Pátio das Cantigas.

A não perder, hoje à noite (hora de Macau) na RTPi.

sábado, fevereiro 02, 2008

Malaika.

Ontem, a selecção de Angola apurou-se para os quartos-de-final da CAN. Está de parabéns! Esperemos que vá ainda mais longe...

Hoje, deixo-vos com uma música interpretada por Angélique Kidjo, oriunda do Benim.

A música é cantada em Swahili, mas até vos arranjei legendas... ;)

Seguramente, esta é uma das músicas mais populares de África e, com grande dose de certeza, uma das mais belas.

Bom FDS!

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Regicídio.


No seguimento da posta de ontem, hoje é dia de falar do Rei D. Carlos, brutalmente abatido na Praça do Comércio, em Lisboa.

Faz hoje precisamente 100 anos que o Rei e seu filho, o príncipe Luís Filipe, foram assassinados por Buíça e Costa. O atentado foi a antecâmara de um processo que viria a culminar no fim da monarquia, que, já em 1908, se encontrava profundamente fragilizada pelo descontentamento popular que sobreveio à resolução da refrega diplomática com a Inglaterra em 1890 e pelas dívidas que a família real não se cansava de acumular. O desgaste havia aumentado com a ditadura administrativa de João Franco e o Partido Republicano retira um extraordinário proveito para a sua causa.

Independentemente de ser um crítico do sistema monárquico (sistema profundamente anacrónico e excessivamente atreito a prevaricações insustentáveis), não posso deixar de notar que o golpe que vitimou D. Carlos foi um atentado vil, quase terrorista, que em nada foi representativo do sentimento nacional, tendo apenas sido gizado por um pequeno número de pseudo elites intelectuais urbanas, sedentas de poder. Aliás, da incompetência da primeira república, resultou uma desordem social inusitada que viria a redundar no 28 de Maio de 1926.

Sei que recentemente correu uma petição visando que as bandeiras dos locais públicos fossem colocadas a meia-haste durante o dia de hoje, homenageando dessa forma o falecido Rei e o herdeiro ao trono. Foi negado provimento a tal pedido.

Uma fanfarra militar estava convidada a participar nas cerimónias do centenário da morte de D. Carlos, organizadas pelo Partido Monárquico. O BE, sempre afoito nestas coisas, protestou e o despersonalizado ministro fez-lhes a vontade: a fanfarra foi proibida de participar nas cerimónias.

Esclarecedor, de facto, constatar que os senhores que hoje são chamados a pronunciar-se sobre os preitos que legitimamente são devidos ao falecido Rei, optem por boicotar as cerimónias de homenagem a um homem que sempre foi bem mais português, trabalhador e honrado que essa canalhada toda junta!

Aqui fica a minha homenagem a D. Carlos e ao Príncipe herdeiro D. Luís Filipe.